Ciladas que acabam com o dinheiro

Existem muitas armadilhas financeiras espalhadas pela nossa sociedade todo o dia e cair em alguma delas pode significar a perda de muito dinheiro. Por isso, esse artigo visa lhe mostrar algumas circunstâncias que estão ligadas a forma que pode encontrar os seus recursos financeiros nesse momento. Pode ser que em algum momento tenha caído em alguma cilada.

É importante antes de abordar separadamente o que pode lhe prejudicar, que compreenda que para uma condição melhor de vida quando o assunto é dinheiro, você necessita usar melhor a razão e resistir aos impulsos que a sociedade tenta colocar em seus cidadãos.

  1. Cuidado com as armadilhas emocionais

Existem vários apelos emocionais enraizados em nossa sociedade e, portanto, na criação da maioria das pessoas que supervaloriza, principalmente, algumas datas, como é o caso do diados namorados. Alguns eventos também passam por uma supervalorização, como exemplo, os casamentos e festas de 15 anos.

Não é interessante subvalorizar a importância dessas datas, mas é fato que aquilo que é vendido é supervalorizado e completamente fora da realidade de uma esmagadora parcela da população.

Desde a compra de roupas, passando pela cobertura de fotografia e filmagem até a confecção de convites e decoração, imagina o quanto se gasta! Isso é apenas uma parte dos gastos, a partir do momento que fica de fora as atrações músicas e buffet. São muitas possibilidades que levam a pessoa a um consumo completamente irreal.

As pessoas exageram nessas questões e comprometem muito o orçamento futuro, pois não agem de uma maneira racional, mas levada por costumes e pressões sociais.

  1. Diversão rotineira

As pessoas têm muitas opções para se divertir nos dias de hoje, e dentre tantas possibilidades, algumas são vendidas a valores absurdos, porém, são as mais desejadas e, muitas vezes, as mais consumidas.

Nessa parcela de possibilidade é interessante abordar algumas nas quais o custo consegue ser muito maior que o benefício. Para ilustrar essa questão, pode-se pensar nos grandes eventos que, principalmente os mais jovens, fazem de tudo para ir. Neles, os shows tão aguardados são quase impossíveis de serem vistos no meio dezenas de milhares de pessoas. O acesso a comida e banheiro nem sempre é fácil e é mais nítido ver o ídolo por um telão do que enxergá-lo no palco.

Com certeza esse tipo de decisão foi tomada de maneira emocional, que é exatamente o que deve ser evitado. Imagina pessoas que se deslocam de cidades distantes para esses eventos. Trata-se de um comprometimento irracional de uma boa parcela da renda.

  1. Consumo exacerbado de tecnologia

Parece que hoje tudo que compramos do ramo de tecnologia foi feito para estragar ou ficar obsoleto rapidamente. Pois, talvez seja exatamente isso. Dessa forma aqueles que são viciados em adquirir todas as novidades gastam muito dinheiro consumindo tudo o que chega. Muitas vezes, poucas alterações são feitas de uma versão para outra, mesmo assim, o impulso predomina sobre a razão e com isso rompem-se limites que dificultam obter uma boa sanidade financeira.

Para saber mais sobre o que pode acabar sugando seu dinheiro sem que perceba, assista:

  1. Só gastar e não investir

É isto mesmo, deixar de investir seu dinheiro gastando tudo o que ganha vai fazer com que você nunca tenha dinheiro pra nada, o ideal é investir uma parte do salário todo mês em algum tipo de investimento, nem que seja a poupança, para investidores mais arrojados vale até investir no mundo das criptomoedas como na CriptoHub Coin que é uma moeda brasileira, aliás, investir em Bitcoin e criptomoedas com potencial pode dar um retorno gigante e muitos já se tornaram milionários em pouco tempo fazendo isto…

Deixe uma resposta

Nome *
E-mail *
Site